Selentia

Selentia é a mais nova região humana em Ehteria, e sua história tem relações com as histórias de Agaria e Lysea.
O povo que hoje habita Selentia é descendente da tribo K’Selen, a antiga tribo supersticiosa que havia se rendido ao Império quando viu os elfos que marchavam junto com as tropas imperiais, acreditando que eles eram deuses.
Há muito tempo os K’Selen, agora chamados Selentines, abandonaram essas crenças, mas nos tempos antigos, os elfos que passaram a viver entre os humanos eram adorados como deuses. Os bárbaros aprenderam muito com os elfos, inclusive a forjar metais e a construir cidades. Entretanto, é aos Agarians que esse povo deve o que se tornou hoje.
Com as proibições do imperador Cerberus I para a presença de elfos no Império, inclusive na tribo K’Selen, os “deuses” abandonaram os humanos. A partir daí, os Agarians começaram a se aproximar dos Selentines, a procura de aliados contra as inúmeras invasões imperiais. Foi com os Agarians que os Selentines aprenderam a arte do comércio, e descobriram tudo o que poderiam fazer com essa nova atividade.
Desde então, os Selentines se tornaram um verdadeiro império mercante, sempre em busca de novas rotas marítimas (devido a sua conveniente proximidade ao mar) e terrestres. Com a ajuda dos Selentines, os Agarians conseguiram repelir todas as antigas invasões imperiais, e em troca forneciam proteção ao crescente reino.
Atualmente essa relação entre Selentia e Agaria está um pouco enfraquecida, pois não há mais invasões imperiais para que os Selentines ajudem os Agarians, e os Agarians não precisam mais dar muita proteção as Selentines, que se tornaram bem capazes de proteger a si mesmos. Ainda assim, muitas caravanas comerciais Selentines são vistas passando por Agaria. Selentia não toma parte nos conflitos entre os cavaleiros, e assume um papel neutro, comercializando com todos os reinos e não sendo atacada por nenhum.
A expansão marítima é um papel crucial aos Selentines. Devido a suas práticas comerciais, eles estão sempre viajando pelos mares de Etheria, indo até Lunarion, Al-Diraq e Lysea para comercializar. Recentemente, os Selentines foram responsáveis por uma grande descoberta. Ao sul de Lysea, nas terras conhecidas como Keshan, os mercadores Selentines descobriram uma terra riquíssima em ouro, e lar de uma raça de criaturas reptilianas que se autodenominam Ssarathi. Tanto a riqueza dessa terra como a existência dos Ssarathi eram desconhecias até então, já que poucas explorações retornaram da região.
Atualmente, Selentia voltou muita de sua atenção à Keshan. Foi fundada uma colônia na costa de Keshan, chamada Nova Selentia, onde os Selentines esperam estabelecer mais um grande posto comercial, e de onde planejam sair pelas selvas inexploradas em busca das enormes quantidades de ouro que lá existem. Entretanto, os Ssarathi não vêem com bons olhos essa invasão, e ataques contra os colonos são freqüentes.

Selentia

Lágrimas de Etheria FabioVMFloresta